Associações se reúnem com Secretaria de Planejamento para discutir reajuste salarial

Secretário não apresentou contraproposta de reajuste para a categoria

Publicada em 19/07/2017 às 15:01
Stephany Domingos
  
Militares se reúnem com secretário de planejamento e saem sem contraposta para reajuste Militares se reúnem com secretário de planejamento e saem sem contraposta para reajuste

Na tarde da última terça-feira, 18, a tenente coronel Camila Paiva, presidente da ABMAL e os líderes das Associações Militares de Alagoas se reuniram com o Secretário de Planejamento, Fabrício Marques, para discutir os pontos e propostas acerca do reajuste salarial da categoria. Além desses, participaram também da reunião os comandos do CBMAL e da PMAL.

Os líderes das Associações já haviam elaborado uma tabela com a proposta das Associações e nesta reunião a intenção era saber o posicionamento do governo diante do que já havia sido apresentado. Porém, na ocasião, o secretário de planejamento não apresentou nenhuma contraproposta para a categoria, informando que não teve tempo hábil para discutir com a Secretaria da Fazenda a margem que existe para dar o reajuste.

Segundo a tenente coronel Camila Paiva, vice-presidente da ABMAL, o secretário pediu até o dia 31 para poder discutir com a SEFAZ e assim marcar uma reunião para apresentar uma contraproposta para os líderes militares que ficaram muito insatisfeitos ao saírem da SEPLAG sem nada concreto.

“Eles vem sempre protelando, marcando reuniões após reuniões e o que nós queremos é um posicionamento real e concreto sobre o nosso reajuste que é um direito nosso”, disse a oficial. Tenente coronel Camila completa que diante disso os líderes vão se reunir e decidir o que será feito, pois cruzar os braços e aguardar não é uma opção, já que esse é um assunto que vem sendo amplamente discutido com o governo desde novembro do ano passado.

Ela aproveita para pedir o apoio de toda a tropa mais uma vez, pois as associações sozinhas não conseguirão nada. “Juntos, nós temos voz e juntos nós seremos ouvidos”, finalizou.

O conteúdo dos comentários abaixo é de responsabilidade de seus autores e não representa a opinião deste portal.

Curta no Facebook