ABMAL reúne-se com entidades nacionais para exigir a retirada dos miliares da reforma da previdência

O texto da PEC 287/16, foi alterado na Câmara dos Deputados pelo Executivo ontem à noite através de mensagem do Presidente da Republica.

Publicada em 07/12/2016 às 11:31 - Atualizada em 07/12/2016 12:40
Assessorias das Associações Militares
  

Nesta quarta-feira, 7, o presidente da ABMAL, Sargento Ramalho, em conversa com o Deputado Federal Sub Ten Gonzaga, tratou novamente sobre a proposta da reforma da previdência que, com as últimas alterações, incluiria novamente os miliatares.

O texto da PEC 287/16, foi alterado na Câmara dos Deputados pelo Executivo ontem à noite através de mensagem do Presidente da Republica.

Ainda existem citações do Art 42 no contexto de alguns dispositivos que têm que ser corrigidos. "Acredito que isso ocorreu na pressa de retirar a principal citação do Art 42 (Militares estaduais e do DF) por isso não foi corrigido totalmente", comentou Ramalho.

Os deputados federais militares juntos com as entidades estão trabalhando para correção pela Casa Civil ou durante a tramitação na câmara. O posicionamento adotado é de aguardar as coordenadas e as medidas a serem adotadas. 

Importante destacar um fato. Muitos militares ainda estão alheios à essa discussão. Em novembro de 2015, em Alagoas, os militares passaram por um processo de reforma referente ao benefício das pensionistas e não chegaram a um resultado satisfatório, predominando o sentimento de derrota perante às negociações. Logo após veio o projeto de aposentadoria complementar que se encontra na Assembleia pra ser votado e nele os militares estão inclusos mesmo após mobilização da entidade que foi conversar individualmente com cada deputado para que fossem retirados.

"Reforço a importância de assumimos nosso papel nessas questões. Participando e apoiando os que se dispõe a está à frente dessa batalha. Acredito que agora alguns entenderam a gravidade e a dimensão dessa questão", destacou Ramalho.

No próximo dia 14(quarta-feira), na Câmara dos Deputados em Brasília, haverá reunião e mobilização das entidades dos estados. Aproveitamos para fazer o convite para que estejamos presentes.

O conteúdo dos comentários abaixo é de responsabilidade de seus autores e não representa a opinião deste portal.

Curta no Facebook