Militares visitam a ALE para debater Regime de Previdência Complementar com deputados

Publicada em 28/04/2016 às 19:18
Assessoria
  
Foto: Divulgação / Assessoria Foto: Divulgação / Assessoria

Na tarde de hoje(28), policiais e bombeiros militares estiveram na Assembleia Legislativa de Alagoas conversando com os deputados a cerca do projeto de lei enviado a ALE que institui o Regime de Previdência Complementar - RPC. Na oportunidade, os militares esclareceram para os deputados a necessidade de uma discussão acerca do projeto, visto que os militares foram incluídos no mesmo pacote dos demais servidores e isso é inconcebível devida a grande diferença no que tange aos direitos e garantias dos servidores civis e que são negados aos servidores militares.

Para o presidente da ABMAL, Sargento Ramalho, “esse projeto chega a ser absurdo. Como podemos impor a servidores os mesmos deveres sem garantir os mesmos direitos? Os militares estaduais não possuem carga horária de trabalho semanal, um militar trabalha por semana, no mínimo, 50 horas sem direito a hora extra. Bem diferente do servidor civil que tem carga horária de 40 horas semanais. No final de carreira, o militar tem uma carga de trabalho um terço maior que os servidores civis. Será que alguém consegue dormir tranquilo dizendo que isso é justo?”

O presidente da ACS, cabo Welington Silva, afirma que “esse projeto não poderia ser enviado sem a discussão com os principais interessados, pois essas instituições, polícia militar e corpo de bombeiros, pertencem ao povo e não aos governos. Quisesse mandar esse projeto, mandassem antes vários outros garantindo aos militares os direitos que nós não temos. Não vamos deixar essa herança maldita para os próximos militares.”

O presidente da ASSMAL, sargento Gedson, aproveitou pra reforçar a convocação de toda tropa para estar presente na próxima terça-feira dia 03 de maio na Assembleia Legislativa às 14:30h para juntos conversarmos com os deputados e impedirmos que esse conjunto de maldades prospere.

O conteúdo dos comentários abaixo é de responsabilidade de seus autores e não representa a opinião deste portal.

Curta no Facebook